Jovem de SP morta por tubarão no Recife será enterrada em Pernambuco

O corpo da estudante Bruna Silva Gobbi, 18 anos, que morreu na noite de segunda-feira após ter sido atacada por um tubarão na praia de Boa Viagem, na zona sul do Recife, deve ser sepultada em Escada (PE), a 60 quilômetros da capital do Estado. Bruna, que morava em São Paulo e passava as férias no Recife, entrou no mar com três primos na tarde de ontem. Porém, ela e uma prima se afogaram, e um tubarão mordeu Bruna, que teve uma perna amputada - ela foi resgatada e levada ao Hospital da Restauração (IR), mas morreu à noite. As informações são do NETV 1ª edição.

O pai de Bruna deve chegar ao Recife na tarde de hoje para autorizar que o corpo seja removido do Instituto Médico Legal (IML). O tio da jovem, o comerciante Davi Leonardo Alves, que mora em Olinda, disse que os bombeiros não avisaram a Bruna e aos primos sobre o perigo de ataques de tubarões - apenas sobre o risco devido à correnteza. 

Ele afirmou que a família consultará um advogado e pensa em processar o Estado pelo incidente. O Corpo de Bombeiros disse que a jovem e os primos dela foram alertados três vezes sobre a presença de tubarões, e que a praia de Boa Viagem possui sinalização sobre os perigos aos banhistas.