"Somos ordeiros", avisam PMs em protesto por melhores salários no RS 

Integrantes da Brigada Militar (Polícia Militar gaúcha) protestaram nesta sexta-feira, no centro de Porto Alegre, por melhores salários de servidores de nível médio. Percorrendo os mesmos locais em que houve confrontos e saques no mês passado, representantes dos PMs avisavam durante o trajeto que a passeata era “ordeira e pacífica”.

“Atenção população gaúcha: somos ordeiros. Os comerciantes não precisam fechar suas portas”, dizia o carro de som enquanto percorria a avenida Borges de Medeiros em direção ao Palácio Piratini, sede do governo gaúcho.

A categoria afirma que a Polícia Militar do Rio Grande do Sul tem o pior salário no Brasil. Policiais pedem para que a carreira seja unificada, podendo um militar entrar como soldado e ascender ao nível de capitão.

“O governador Tarso Genro deu dinheiro para os oficiais e deixou os praças de novo sem salário. Nós queremos salários dignos. Queremos carreira única, de soldado a coronel. Uma polícia moderna, uma polícia cidadã”, disse Leonel Lucas, presidente Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (Abamf), que representa servidores de nível médio da Brigada Militar.

“Tropa de Nhoque”

Enquanto policiais se concentravam em frente ao Palácio Piratini, jovens ironizaram a Tropa de Choque da Brigada Militar, que entrou em confronto com manifestantes em outros protestos realizados em Porto Alegre.