RS: sobe para 20 número de indiciados por saques e depredações em protestos

O Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) de Porto Alegre indiciou nesta quarta-feira mais cinco pessoas que participaram dos protestos ocorridos na cidade nas últimas semanas. Com isso, sobe para 20 o número de acusados, por diferentes crimes. Os indiciados de hoje, em três inquéritos, foram enquadrados nos delitos de saque e depredação.

De acordo com o delegado Marco Antônio de Souza, os suspeitos ainda podem ser indiciados por formação de quadrilha, já que ainda estão sendo investigadas as ações de grupos organizados nas manifestações. “Em um primeiro momento, trabalhamos nos fatos específicos e seus autores imediatos. Depois, vamos fazer uma análise do vínculo associativo dessas pessoas. A análise das responsabilidades penais ainda não se encerrou”, disse.

Dos 20 indiciados, pelo menos sete estão presos. Além disso, outras 10 pessoas assinaram termo circunstanciado por terem cometido crimes considerados menores.

O DPM também solicita à Justiça que os acusados que respondem em liberdade sejam obrigados a se apresentar à polícia em dias de protesto. “É uma atitude inédita, nenhum outro Estado fez isso até agora. Baseado em uma lei nova, estamos dando efetividade na medida, que busca proteger os próprios manifestantes pacíficos”, afirmou o delegado.