Presidente da Câmara vai pagar R$ 9,7 mil por carona em voo da FAB

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), vai reembolsar os cofres da União em R$ 9,7 mil. Essa é conta da carona em voo da Força Aérea Brasileira (FAB) a sete parentes do peemedebista para assistir ao jogo da Seleção Brasileira no último domingo.

Cada passagem entre Natal e o Rio de Janeiro, ida e volta, vai custar R$ 1.385. O valor devolvido pelo deputado foi calculado pela assessoria da presidência da Câmara, com base nos preços médios das passagens, levando em conta os horários dos voos.

De acordo com matéria do jornal Folha de S. Paulo, publicada nesta quarta-feira, Alves deu "carona" no jato C-99 da FAB para sua noiva, parentes dela, enteados e um dos filhos, num voo que partiu de Natal na sexta-feira passada, e retornou do Rio de Janeiro no domingo, após a final da Copa das Confederações.

A assessoria de Henrique Alves explicou que a viagem foi motivada por um compromisso oficial entre o presidente da Câmara e o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), no sábado. Questionada sobre o motivo do encontro não constar da agenda oficial de nenhum dos dois, a assessoria informou que houve um problema na divulgação da agenda de Alves e que não poderia responder pela prefeitura carioca.

Ao chegar no início da tarde na Câmara dos Deputados, causando atraso à reunião de líderes, Alves negou que estivesse em uma agenda de turismo no Rio e reconheceu que foi um erro oferecer carona a parentes.

“Meu erro, e aqui eu reconheço, foi ter permitido que pessoas me acompanhassem, pegando carona nesse voo para o Rio de janeiro. Por esse erro, estou aqui reconhecendo, e já mandei ressarcir o valor de cada passagem correspondente", disse.