Suplicy defende votação de projetos que aproximem eleitor das decisões políticas

O senador Eduardo Suplicy (PT-AL) propôs, nesta terça-feira (25), que o Senado vote o quanto antes todas as matérias que aproximem o eleitorado das decisões políticas. Ele disse que as manifestações populares exigem uma reflexão do Parlamento, embora acredite que o descontentamento do povo tenha sido causado por erros do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.

"As pessoas não se sentem representadas por aqueles que deveriam fazê-lo. Cansado de esperar, o povo foi para as ruas. Está na hora de ouvirmos esse alerta e canalizarmos suas propostas. É nosso dever canalizar a demanda das ruas sob a forma de projetos de lei. Somente assim vamos romper a crise de representação que tomou conta do país", disse.

O senador pediu apoio para a votação de uma série de proposições de sua autoria, entre eles a Proposta de Emenda à Constituição que permite que senadores, deputados e presidente da República tenham seus mandatos revogados por referendo popular após um ano da data da posse, por meio do instituto chamado de recall. A proposição está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado e aguarda designação de relator desde 2011, segundo Suplicy.

"Desde 2005 tenho alertado para a perda da confiança do povo brasileiro nos seus representantes políticos. Naquele ano, pesquisa do Ibope já demonstrava que a credibilidade dos partidos políticos era a mais baixa possível", afirmou.