Dois homens são detidos por atos de vandalismo em Cubatão

Dos homens foram detidos, suspeitos de vandalismo, na manhã desta segunda-feira, em Cubatão (SP). De acordo com a Polícia Militar, os dois teriam colocado fogo em bens públicos na região da avenida Nove de Abril, onde manifestantes realizavam um protesto na via. 

Segundo a PM, os detidos foram encaminhados para o 1º Distrito Policial (DP) de Cubatão, onde a Polícia Civil fará o registro da ocorrência. Eles não tiveram a identidade revelada. O Terra tentou contato com o 1º DP, mas não foi atendido até o momento da publicação desta matéria. 

Um protesto contra a intenção do governo paulista de reajustar a tarifa do pedágio no próximo dia 1º fechou na manhã desta segunda-feira a rodovia Cônego Domênico Rangoni, no sentido Guarujá. 

A manifestação bloqueou o tráfego por mais de quatro horas no km 268, o que provocou congestionamento até o km 270 da mesma estrada, além de lentidão na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, do km 273 ao 270.

Durante o protesto na Cônego, manifestantes queimaram um ônibus intermunicipal próximo à avenida Nove de Abril, como forma de protestar contra a intervenção da Polícia Militar no ato de bloqueio da rodovia. Segundo a PM, ninguém ficou ferido. No fim da manhã, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou a revogação do aumento nos pedágios no Estado. 

De acordo com a Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes,outra manifestação bloqueou a rodovia dos Imigrantes, também no sentido litoral, na altura do km 43, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. O protesto de motoristas e proprietários de vans, segundo a Polícia Rodoviária Federal, durou cerca de uma hora. 

A rodovia Anchieta sofreu reflexos dos bloqueios. Mesmo após a liberação da pista, por volta das 13h, o trânsito era lento do km 31 ao km 55, sentido litoral, e do km 60 ao km 55, sentido capital.