Motorista que matou jovem em manifestação em SP é professor de jiu-jitsu

A Polícia Militar de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, confirmou que o nikkei Alexsandro Ichisato de Azevedo teria sido o responsável pela morte de um jovem durante manifestação que reuniu 25 mil pessoas na noite de quinta-feira, segundo informou o jornal A Cidade.  

Ichisato já morou em Hamamatsu (Shizuoka), segundo um recorte de jornal postado em seu perfil no Facebook. Ele atuava como professor em uma academia de jiu-jítsu. Pelo vídeo disponibilizado pela PM no Twitter da corporação é possível ver que o motorista, que dirigia uma Range Rover, tentou furar o bloqueio feito pelos manifestantes no local. 

Após o acusado discutir com alguns participantes do protesto, são ouvidos barulhos de pancadas na lataria do carro. Após isso, o carro avança violentamente sobre os manifestantes, deixando 12 feridos e um morto. O morto, identificado como Marcos Delefrate, tinha 18 anos e, segundo testemunhas, em nenhum momento chegou a discutir com o motorista do veículo. 

A polícia chegou a ir até a casa do acusado, mas ele não estava, segundo o jornal A Cidade. Nas redes sociais, já circula a foto de Alexsandro Ichisato de Azevedo com comentários que o tratam como "assassino".