AM: polícia busca grupo que iria a protesto com armas e coquetel molotov

A cúpula da segurança pública do Amazonas tenta localizar um grupo de pessoas que tem divulgado nas redes sociais o uso de armas e coquetéis molotov durante a manifestação para a redução da passagem de ônibus em Manaus, marcada para as 18h (Brasília) desta quinta-feira. Cerca de 50 mil pessoas confirmaram participação no ato.

"A Secretaria de Inteligência e as polícias Civil e Militar já estão nas ruas para interceptar essas pessoas”, garantiu o subcomandante da PM do Amazonas, coronel Moisés Cardoso. A denúncia foi passada à polícia por integrantes do movimento Passe Livre Manaus, organizador do protesto, que se coloca contra esse tipo de violência.

"Nosso movimento é a apartidário e antiviolência. Essas fotos nos preocupam, por isso denunciamos e sabemos que a polícia já está 'na cola' dessas pessoas", afirmou Sandro Marandueira, integrante do movimento. As fotos de uma pessoa que diz ir armado ao manifesto e de outra com um “kit” de coquetel molotov foram publicadas no Facebook e interceptadas pelos organizadores da manifestação.