SP: Polícia Militar libera uso de vinagre em manifestações  

O secretário de segurança de São Paulo, Fernando Grella, e Benedito Roberto Meira, comandante geral da Polícia Militar disseram na tarde deste domingo, que os manifestantes que estiverem portando vinagre não serão detidos pela PM. Normalmente, o vinagre é usado pelos manifestantes, e também pelos jornalistas que participam da cobertura, para diminuir a sensação de ardor nos olhos e na garganta provocado pelas bombas de gás lacrimogêneo.

Eles ainda informaram que pretendem fazer uma reunião, nesta segunda, 10h, com representantes do Movimento Passe Livre (MPL), que é um dos organizadores dos protestos contra o aumento de passagem da capital paulista. O principal objetivo deste encontro é definir um trajeto para a manifestação (de onde irão sair e para onde pretender ir). A partir daí, a PM irá orientar a população para evitar o trajeto dos manifestantes, desviar o trânsito, fechar algumas ruas e avenida.

"A secretaria fará ponderações com os manifestantes" para que o protesto não impacte na cidade, disse a PM.