Brasil dará bolsas de estudo para estudantes do Mercosul

Durante reunião de ministros da educação do Mercosul nesta sexta-feira, em Montevidéu, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que o Brasil vai oferecer bolsas de estudos para estudantes vindos de países do bloco. "Temos que ser ousados em nossas propostas", disse sobre a mobilidade acadêmica.

De acordo com a proposta brasileira, estudantes da Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela poderão disputar bolsas para graduação e de pós-graduação - mestrado e doutorado. 

A comitiva brasileira ainda apresentou o projeto editorial para a criação de uma revista de educação, humanidades e ciências sociais do Mercosul. O objetivo da iniciativa é lançar uma publicação científica periódica de alto nível.

Avaliação

No encontro, os ministros da educação decidiram que o Mercosul Educacional, setor que coordena as políticas educacionais do bloco, enviará uma carta aos realizadores do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa, na sigla em inglês) apresentando as discrepâncias do grupo sobre a avaliação que é feita pela prova.

Essa avaliação compreende testes escritos de leitura, matemática e ciências, testes eletrônicos de leitura e resolução de problemas matemáticos. Os ministros querem que a prova leve em consideração o contexto dos jovens latino-americanos.