Dilma vai para Portugal tratar da participação de empresas brasileiras no país

Lisboa e Brasília – A presidenta Dilma Rousseff embarca hoje (8) à noite, às 22h, para Portugal, onde fica até o começo da próxima semana. A visita ao país envolve aspectos econômicos, como a participação de empresas brasileiras no processo português de privatizações, a situação dos engenheiros portugueses que migram para o Brasil, além de acordos bilaterais nas áreas de educação, do Judiciário e de portos.

A viagem de Dilma ao país tem também aspectos culturais. A presidenta participa na segunda-feira (10) do encerramento do Ano do Brasil em Portugal e do Ano de Portugal no Brasil – comemoração com diversos eventos culturais (nas áreas de música, teatro, dança, circo, fotografia e artes plásticas) que ocorrem, desde 7 de setembro de 2012, em Lisboa e outras cidades portuguesas, assim como em algumas regiões do Brasil.

A agenda de compromissos da presidenta em Portugal ainda está sendo fechada. Mas há a previsão de reuniões com o presidente do país, Anibal Cavaco Silva. Ao final, os dois devem fazer uma declaração à imprensa. Há, ainda, um encontro com o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, e o jantar oficial do Prêmio Camões, no Palácio Nacional de Queluz, em Lisboa. A passagem de Dilma a Portugal deve ter também momentos de cobranças. Engenheiros portugueses se queixam que, apesar das declarações das autoridades, quando migram para o Brasil esbarram em dificuldades para trabalhar e regularizar sua situação. Paralelamente, os portugueses também cobram do Brasil explicações sobre a exclusão de Portugal do Programa Ciência sem Fronteiras.

De acordo com as autoridades brasileiras, as universidades portuguesas foram excluídas do programa porque um dos objetivos do Ciência sem Fronteiras é estimular o estudante brasileiro a aprender um idioma, o que não ocorre quando a opção é uma instituição em Portugal. Também está em discussão a questão da privatização da empresa Transportes Aéreos Portugueses (TAP) que envolve um setor de reparação de aeronaves e a Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. (Embraer).