Governo vai monitorar preços de hotéis durante eventos da Fifa    

Brasília - O Ministério do Turismo, em parceria com representantes do ramo hoteleiro, irá monitorar o preço praticado por hotéis das 12 cidades-sede da Copa do Mundo, bem como durante a Copa das Confederações. Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza e Salvador irão sediar o torneio, que tem início no próximo dia 15, na capital federal.

Em reunião na última quinta-feira (6), em Brasília, foi acordado que o Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur) vai monitorar os preços da rede hoteleira. O parâmetro utilizado será o definido pela Match Services, empresa licenciada pela Fifa para assuntos relativos a acomodações durante eventos da entidade.

“Estabelecemos o caminho do diálogo com os empresários para evitar que a esperteza de poucos prejudique a imagem de todo o país. Essa é a posição do governo”, disse o ministro Gastão Vieira. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, ambos do Ministério da Justiça, também participaram do encontro.

Representantes da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) e Fórum de Operadores Hoteleiros (FOB) estão aliados ao governo nessa ação. “Não há dois lados nessa questão, também entendemos que o país passa por um momento importante e somos contra práticas abusivas de mercado, que, de maneira alguma, refletem a atitude majoritária dos nossos empresários”, explicou Alexandre Sampaio, presidente da FBHA. Os limites considerados aceitáveis para tarifas de hotelaria devem ser divulgados nos próximos dias pelos empresários do setor.