Frente Parlamentar se reúne para definir ações em defesa do voto aberto

A Frente Parlamentar em Defesa do Voto Aberto está reunida para debater as ações pela aprovação do voto aberto no Congresso Nacional. Duas propostas tramitam na Câmara dos Deputados: a PEC 349/01, que institui o voto aberto em todas as votações do parlamento – já votada em primeiro turno, em 2006, e que ainda precisa ir ao Senado –, e a PEC 196/12, que determina voto aberto somente nos processos de cassação de mandato – já votada no Senado e que precisa dos dois turnos na Câmara.

O líder do PSOL e coordenador da Frente Parlamentar, deputado Ivan Valente (SP), cobrou na reunião de líderes, realizada ontem (5), a inclusão das propostas na pauta de votação. 

Segundo ele, o presidente Henrique Eduardo Alves disse que não há necessidade de acordo entre os líderes para iniciar a apreciação da matéria no plenário. PSDB e PPS se manifestaram favoráveis à votação.

"O PSOL é particularmente a favor do voto aberto em todas as votações. Mas se houver entendimento entre os membros da Frente para o voto aberto somente nos casos de cassação, trabalharemos neste sentido, para aprovar a PEC, que é um grande avanço pela transparência no Congresso Nacional", afirma Valente.

Informações da Agência Câmara