Defensoria pede indenização para famílias da Boate Kiss

Não há valor fixado, cada caso será analisado

A Defensoria Pública do estado do Rio Grande do Sul entrou nesta quarta-feira (27) com ação na Justiça pedindo indenização para as famílias das vítimas do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria (RS). A defensoria pleiteia indenização de diversos tipos: danos morais, danos morais coletivos, danos materiais e lucros cessantes.

A ação é contra a Boate Kiss, seus proprietários, o município de Santa Maria e contra o estado do Rio Grande do Sul. “Não há um valor fixado [para as indenizações]. O juiz vai determinar a partir do caso concreto. Após ele fixar um valor, se entendermos que o valor é razoável, concordamos, senão, recorremos”, disse à Agência Brasil o defensor público André Magalhães, um dos autores da ação.

Hoje faz dois meses da tragédia na Boate Kiss. Os 241 jovens que morreram em razão do incêndio foram homenageados com o soar dos sinos das igrejas, sons de buzinas e salva de palmas pelas ruas da cidade.