SP: rodovias seguem interditadas devido à queda de barreiras

Duas rodovias no litoral paulista seguem totalmente interditadas na manhã desta segunda-feira devido à queda de barreiras. Desde sábado, a forte chuva causa transtornos e inundações na região.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de São Paulo, a Rio-Santos está interditada do km 156 ao km 162 em São Sebastião, um dos municípios mais atingidos na região. Ontem, a Defesa Civil registrou ao menos sete quedas de barreiras em um trecho de 20 quilômetros da rodovia.

Também há interdição na Dom Paulo Rolim Loureiro (SP-98), que liga Mogi a Bertioga, do km 98 ao km 77. O motivo segundo o DER-SP é o risco de queda de barreira no trecho de serra, em Biritiba Mirim.

Previsão

Segundo a Climatempo, a chuva volumosa do fim de semana teve como causa principal a passagem de uma frente fria, com forte intensidade. Choveu muito na madrugada, manhã e quase toda a tarde de domingo no litoral do Sudeste do País. A frente fria está chegando ao Espírito Santo e a instabilidade mais intensa já saiu do litoral paulista.  A nebulosidade persiste nesta segunda-feira, mas a chuva que ocorrer será de fraca a moderada intensidade e não deve ser persistente como no domingo. O vento frio ajuda a manter a temperatura baixa. O sol aparece a partir de terça-feira, mas uma nova frente fria está prevista para a quinta-feira e pode voltar a chover forte.

Temporais na Baixada Santista

O litoral de São Paulo vem sofrendo com a temporada de chuvas neste ano. No final de fevereiro, um temporal deixou mais de 300 desabrigados na Baixada Santista e provocou a interdição da rodovia dos Imigrantes, que liga a região à capital do Estado. Na ocasião, a queda de uma barreira na rodovia matou uma pessoa e atingiu 24 veículos. A via ficou bloqueada por mais de 30 horas, após a precipitação de um volume de chuva três vezes superior à média do mês.