PF prende advogado suspeito de pedofilia em bairro nobre de Campinas

A Polícia Federal prendeu nesta quinta em Campinas um advogado, acusado de pedofilia. A polícia localizou no computador de J.S.G.L.F. imagens com pornografia infantil. 

A polícia chegou ao advogado depois de rastrear a transmissão de imagens com esse tipo de conteúdo na internet. Os policiais chegaram então ao endereço de J.S.G.L.F., no distrito de Sousas, região nobre de Campinas, e apreenderam um computador e um notebook, onde os agentes da PF descobriram imagens de pornografia infantil. 

Um outro computador, que segundo o suspeito era usado por hóspedes e pelos seus dois filhos, de 2 e 5 anos, mais imagens do mesmo tipo foram encontradas. Nesta máquina, o acesso ao conteúdo pornográfico era feito já na tela inicial, chamada de desktop, através de uma pasta. 

O advogado foi preso em flagrante por posse de material com pornografia infantil, cuja pena varia de um a quatro anos de reclusão, e conduzido para a Delegacia de Polícia Federal. Após o interrogatório, ele foi liberado depois de pagar fiança. 

A polícia vai realizar perícia no material encontrado no computador do advogado para descobrir se os arquivos foram disponibilizados na internet. Caso a PF comprove que J.S.G.L.F. distribuiu as imagens, ele pode responder a uma pena adicional  de três a seis anos de prisão.