Picciani lê manifesto reforçando candidatura de Pezão no Rio

No sábado (2), após a presidente Dilma Rousseff ter deixado a convenção do PMDB em Brasília, o deputado Leonardo Picciani leu nota da executiva estadual do partido no Rio, em que o PMDB reafirma que não abrirá mão da eleição de Luiz Pezão para o governo do estado em 2014. 

"Todas as nossas lideranças e sobretudo a nossa militância apoiam Pezão, um gestor experiente e capaz. Sua candidatura é inegociável, não há hipótese dele não ser candidato. Por isso tudo, o cenário de palanque duplo para a presidente Dilma não se sustenta", diz trecho da nota lida pelo deputado.

>> Em carta, Lula reafirma aliança entre PT e PMDB para 2014

>> Em discurso, Dilma diz que parceria com PMDB terá 'uma vida longa'

>> Lindbergh: nenhum partido pode dar ultimato à presidente

>> RJ: PMDB ataca candidatura de Lindbergh e cobra apoio do PT a Pezão

De acordo com Picciani, cabe ao PT fazer com que a aliança entre os dois partidos se mantenha coesa. Durante o discurso de Dilma, vários militantes do PMDB se manifestaram a favor da candidatura de Pezão, entoando: "Oh presidente, faça o favor, em 2014, é Pezão governador".

A aliança PMDB/PT enfrenta dificuldades. No Rio, o senador Linbergh Farias (PT) já está em campanha para a eleição de 2014, para governador, enquanto que o PMDB insiste na candidatura do atual vice de Cabral, Pezão.