SP: imóveis são interditados após desabamento que matou homem

Por causa do desabamento da fachada de um imóvel na Avenida Liberdade, na região central da capital paulista, uma lanchonete, um estacionamento e parte da via tiveram de ser interditados. O acidente, que ocorreu início da noite de ontem (28), matou um homem identificado pela Polícia Militar como Marco Antonio, funcionário da empresa Global Solution.

O coordenador da Defesa Civil, Jair Paca, disse que as interdições são necessárias para garantir a segurança. Segundo ele, técnicos do órgão farão hoje (1º) uma vistoria nos imóveis interditados, mas que aparentemente eles não apresentam qualquer comprometimento.

O Corpo de Bombeiros fez três buscas com cães farejadores nos escombros, mas não foi encontrada nenhuma outra vítima. Por volta das 21h30 foi desligada a energia da área para que fosse feita uma procura manual. Até as 22h15 os bombeiros ainda permaneciam no local.

O estudante de direito Alexandre Hage, que estuda em uma faculdade em frente ao prédio que desabou, presenciou o momento do acidente. “Eu ouvi um estalo do outro lado da rua. Aí eu olhei para o estabelecimento e a parte superior começou a rachar e cair blocos no meio da rua. Umas 15 pessoas estavam do outro lado para atravessar no sentido da faculdade. No intervalo entre o primeiro estalo e desabamento, foi quando as pessoas conseguiram sair correndo”, disse.