SP: corpo de mulher que morreu em queda de barreira é enterrado  

O corpo da mulher que morreu na queda de barreira no km 52 da rodovia do Imigrantes foi enterrado no início da tarde deste domingo no Cemitério do Carmo, em Itaquera, zona leste da capital paulista. A vítima do incidente na tarde da última sexta-feira foi identificada como Lilian Aparecida de Souza, 43 anos. 

A pista no sentido São Paulo ficou interditada até a meia-noite de hoje para limpeza e avaliação das condições da via. Ao todo, a queda de barreira atingiu 24 veículos. Segundo a Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, não houve qualquer dano estrutural na rodovia. "A decisão de liberação só ocorreu após criteriosa avaliação das condições de segurança", diz a empresa.  

De acordo com a Ecovias, em duas horas, choveu de 100 a 150 milímetros na tarde de ontem. A média de janeiro e fevereiro é de 25 a 30 milímetros de chuva por dia.

O governo de São Paulo divulgou nota informando que o volume de chuva, ao menos três vezes superior à média diária, provocou os deslizamentos e alagamentos no Sistema Anchieta-Imigrantes. Na nota, o governador Geraldo Alckmin lamenta a morte e determinou que "seja prestado todo o apoio necessário à família da vítima".