Câmara decide desmembrar duas comissões técnicas em quatro colegiados  

Brasília - O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), em reunião com os líderes partidários decidiu desmembrar duas comissões técnicas em quatro comissões. De acordo com o líder do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), a Comissão de Seguridade Social e Família será desmembrada para criar as comissões de Saúde e a de Seguridade Social e Família e a de Turismo e Desporto dará lugar às comissões de Turismo e a de Desporto.

Para Sampaio, a criação das novas comissões é para dar mais relevância aos temas em virtude da dimensão de cada um deles. O líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), elogiou o desmembramento das comissões, principalmente com a criação da Comissão da Saúde. “Isto foi importante para que o segmento da saúde seja debatido em comissão própria. Vamos ter a oportunidade de mostrar a realidade caótica que vive o setor e a necessidade de implantarmos uma política proativa com resultados não só no orçamento mas também na parte de gestão”.

Os líderes também decidiram na reunião com Henrique Alves que a escolha das presidências das comissões pelos partidos políticos será feita no dia 27 de fevereiro e a eleição para os cargos de direção das comissões nos dias 5 e 6 de março. Com o desmembramento, a Câmara passará de 20 para 22 comissões técnicas.

A escolha das comissões pelas bancadas ou blocos partidários se dará obedecendo a regra da proporcionalidade das bancadas eleitas. O PT, que tem a maior bancada, terá direito à primeira escolha e já anunciou que ficará com a presidência da Comissão de Constituição e Justiça. O líder da bancada, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que seu partido vai reivindicar além da presidência da CCJ, as presidências das comissões de Relações Exteriores, Direitos Humanos e Saúde.