Cartório emite certidão de óbito de Eliza e confirma "esganadura"

Após autorização da juíza Marixa Fabiane, a pedido do promotor Henry Vasconcelos, o Cartório do Registro Civil de Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), liberou na última quinta-feira a certidão de óbito de Eliza Samudio.

No documento, que já foi enviado via correio para o Tribunal de Contagem, também na grande BH, confirma morte da ex-modelo por "esganadura".

“Emprego de violência aplicada na forma de asfixia mecânica (esganadura)", está escrito no documento, onde especifica a causa da morte.

Além disso, também na certidão, é confirmado o endereço do ex-policial civil, Marcos Aparecidos dos Santos, o Bola, na rua Araruama, em Vespasiano, e a data do dia 10 de junho de 2010. É possível ainda ler no documento que Eliza não deixou bens para seu herdeiro, Bruninho, e também a ocultação dos restos mortais.

"O corpo está insepulto, pois ocultado o cadáver". O documento só foi liberado após um pedido de Henry Vasconcelos, promotor no caso, que conseguiu junto à magistrada afirmando que a morte estava esclarecida depois da confissão parcial de Macarrão, que acabou confirmando a morte.