Abrat e líder do Ficha Limpa apoiam eleição na OAB

Após o apoio da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (Abrat) ao nome de Marcus Vinícius Furtado Coêlho para dirigir a OAB Nacional nos próximos três anos, um dos fundadores do Movimento de Combate à Corrupção e integrante da equipe que redigiu a Lei da Ficha Limpa,o juiz de direito Márlon Reis manifestou hoje (29) apoio ao nome do advogado para ocupar a presidência do Conselho Federal da OAB nos próximos três anos. A eleição está marcada para a próxima quinta-feira (31).

"Venho aqui, na qualidade de um dos fundadores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e integrante da equipe que redigiu a Lei da Ficha Limpa, externar meu respeito e admiração pelo trabalho do advogado Marcus Vinícius Furtado Coêlho pelo seu profundo saber jurídico e pelo seu abnegado civismo".

Márlon lembrou que teve oportunidade nos últimos anos de atuar em diversas frentes com o advogado. "Em 2009 nos unimos para manifestar publicamente nossa apreensão para com os rumos da minirreforma eleitoral que então se desenrolava no Congresso". Ao final, disse Márlon, contribuímos para a derrubada de dispositivos que teriam sufocado a liberdade de expressão do pensamento na internet. 

"Sempre o encontrei na defesa das teses que, anos depois, prevaleceriam no Supremo Tribunal Federal, as quais afastavam do tema das inelegibilidades a aplicação de princípios estranhos a essa matéria. Sua colaboração como respeitado eleitoralista - em publicações e palestras por todo o país - ajudaram a fundar um novo Direito Eleitoral engendrado de baixo para cima, numa memorável passagem da nossa democracia", acrescentou.