Começa perícia na Boate Kiss, em Santa Maria

O Instituto Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul iniciou na manhã desta segunda-feira a perícia na Boate Kiss, em Santa Maria, onde um incêndio matou mais de 230 pessoas na madrugada de domingo. Os trabalhos começaram por volta das 8h e são coordenados por um perito de Porto Alegre.

Segundo a Polícia Civil do Estado, a perícia vai determinar como a tragédia aconteceu e apontar possíveis responsáveis. Os investigadores também pretendem apurar se o local estava regular, se a capacidade foi extrapolada e se havia mesmo apenas uma saída de emergência na boate.

Ontem, o delegado titular da 3ª DP, Sandro Meinerz, afirmou que era cedo para pedir a prisão preventiva dos proprietários do estabelecimento. "Antes de tomar uma medida nesse sentido, precisamos ter uma compreensão exata do que aconteceu, quem agiu com culpa. Até onde sabemos, o incêndio começou após um processo pirotécnico de alguém da banda", disse.