Sindicalistas e General Motors se reúnem para tentar evitar demissões

Reunião acontece neste sábado (26) em São José dos Campos

Representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, e da General Motors (GM) voltaram hoje (26) a discutir a situação dos 1.500 empregados com risco de serem demitidos por excedente de mão de obra da fábrica da montadora na cidade do interior paulista.

Também participam das negociações representantes do governo federal e da prefeitura. Este é o quarto encontro do ano sobre o assunto e em nenhum dos anteriores houve êxito em se encontrar uma solução para evitar as demissões.

O encontro começou às 10h30 e não tem previsão de encerramento. O prazo previsto para a suspensão das demissões enquanto durassem as negociações termina hoje.