Wadih Damous assume cargo de conselheiro federal da OAB

No próximo dia 1° de fevereiro, o ex-presidente da OAB do Rio de Janeiro (OAB-RJ) por dois períodos consecutivos, Wadih Damous, irá assumir o cargo - também escolhido pelo voto direto - de conselheiro federal da OAB. Torcedor apaixonado do Vasco da Gama e amante das músicas de Chico Buarque, Damous decidiu ainda jovem seguir a carreira do Direito ao acompanhar a luta dos advogados que corajosamente defenderam presos políticos durante os difíceis dias da ditadura militar. 

"Decidi pela advocacia sobretudo para poder prestar assistência aos oprimidos", resume ele.

Na Uerj, onde fez o curso, a militância estudantil se somou aos estudos jurídicos. Concluído o bacharelado, tornou-se mestre em Direito Constitucional do Estado pela PUC e transformou suas pesquisas no livro Medidas provisórias no Brasil: Origem, evolução e novo regime constitucional. Para ele, "o Judiciário é um Poder do Estado e não pertence aos juízes, é um poder republicano, e não imperial. Portanto, deve prestar contas à sociedade".

Na eleição que escolherá o futuro presidente nacional da OAB, Damous apoia a chapa do candidato Marcus Vinicius Furtado Coêlho e que tem como integrante o advogado constitucionalista Cláudio de Souza Neto, também eleito pelo voto direto do advogado do Rio de Janeiro como conselheiro federal da entidade. 

Cláudio de Souza Pereira é candidato a secretário-geral da entidade. Há mais de 15 anos a OAB do Rio de Janeiro não tem representante em uma diretoria do Conselho Federal da OAB.