Mulher descobre gravidez após ser 'barrada' em visita a preso no ES

Uma mulher que foi à Penitenciária Estadual I de Vila Velha (ES) para visitar o marido descobriu que estava grávida após ser barrada pelos agentes. Ao passar por um aparelho de "body scan" (escaneamento corporal), a mulher foi impedida de entrar na penitenciária porque a imagem havia mostrado uma "mancha" no útero - os agentes suspeitaram que se tratava de droga escondida em uma sacola.

A direção da penitenciária encaminhou a mulher à polícia de Cariacica, em Campo Grande, onde ela negou que estivesse transportando drogas. O delegado, então, a enviou para fazer exames no Departamento Médico Legal, em Vitória - onde os médicos descobriram que a "mancha" era, na verdade, um bebê.