Detida nos EUA por quase dois meses, jovem volta ao Brasil hoje

Após 58 dias detida em um abrigo para adolescentes em Miami, nos Estados Unidos, uma brasileira de 16 anos foi autorizada ontem a voltar ao Brasil. A chegada da estudante no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, é aguardada para a manhã de hoje. 

A adolescente saiu da capital paulista na noite de 26 de novembro. Ela pretendia visitar uma parente, que vive em Miami há dez anos, ir à Disney e assistir  a um show do cantor sertanejo Luan Santana. A garota tinha passaporte e visto para turista em ordem, mas se esqueceu de alguns documentos. 

Como viajou sem os pais, ela precisava apresentar uma carta, escrita em inglês, que transferia sua guarda temporariamente para a tia-avó, Marli Volpenhein. Agentes da imigração que trabalham no Aeroporto de Miami estranharam o fato de a adolescente ter programado a passagem de volta para 26 de maio, 180 dias após o início da viagem - seis meses é o prazo máximo de estada para um turista. Além disso, a estudante não tinha como comprovar como manteria os custos da viagem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A suspeita era de que a jovem pretendesse trabalhar no país. Por ser menor de idade, ela ficou sob tutela do Estado americano e foi encaminhada para um abrigo chamado Children’s Village. Lá, frequentou a escola, destinada a imigrantes, e teve acompanhamento de uma assistente social. Até as 20h de quarta-feira a mãe da garota, a balconista Alexsandra Aparecida da Silva, 36 anos, ainda não havia sido informada oficialmente do horário que a jovem chegaria a São Paulo. 

O serviço consular entrou em contato com ela ao longo da tarde e disse que voltaria a telefonar quando os dados do voo fossem liberados pelas autoridades americanas.