Prefeito do Recife quer agilizar obras de mobilidade urbana

 O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, foi recebido hoje (23) pela presidenta Dilma Rousseff, e saiu da reunião dizendo que espera agilizar a assinatura de contratos de obras de infraestrutura na capital pernambucana. Segundo Júlio, as prioridades são obras de mobilidade urbana, que incluem a implantação de corredores viários em avenidas importantes da cidade.

“Nossa audiência foi sobre parcerias já existentes entre o governo federal e a prefeitura municipal, a situação e o andamento do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] na cidade e projetos novos que poderão ser assinados neste primeiro semestre. E uma conversa também sobre o desenvolvimento da cidade e as necessidades que vamos ter para implantar nosso programa de governo para a cidade do Recife”, relatou o prefeito, após o encontro de uma hora e meia com a presidenta.

Dilma pediu “atenção especial” para as obras relacionadas à Copa das Confederações e à Copa do Mundo de 2014, segundo o prefeito. “Atenção especial com tudo relacionado à Copa do Mundo, pede que a gente tenha cuidado com os prazos e que tudo aconteça dentro do esperado”.

Júlio é o quarto prefeito que Dilma recebe no Palácio do Planalto desde a semana passada. Ainda hoje, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, também terá audiência com a presidenta.

Na próxima semana, o governo federal vai receber prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e assessores dos 5.568 municípios para um encontro em Brasília. Segundo a Secretaria de Relações Institucionais (SRI),  que coordena o evento, o objetivo do encontro é “estabelecer parcerias entre a União e os municípios para promover o crescimento econômico do país com inclusão social, equilíbrio ambiental e participação cidadã”.

Durante o evento, o governo federal apresentará aos gestores municipais os principais programas com impacto na vida dos municípios brasileiros, como o Brasil sem Miséria, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e a Política Nacional de Recursos Sólidos e de Saneamento.

Na avaliação de Geraldo Júlio, a aproximação entre a União e as administrações municipais beneficia o desenvolvimento das cidades. “Essa aproximação é importante para que os municípios ampliem o acesso que tem ao governo federal e possam fazer ações e obras de maneira mais rápida”.