Ex-marido confessa ter matado jovem a tiros no centro de SP

O ex-marido de Liliane de Assis Lopes, 22 anos, que foi morta a tiros na madrugada de sábado, no centro de São Paulo, se apresentou nesta terça-feira à polícia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, policiais do 1º Distrito Policial, na Liberdade, localizaram uma testemunha que ajudou a esclarecer o crime.

Após prestar depoimento, Ariel de França foi liberado e saiu pela porta da frente da delegacia. Segundo a polícia, o homem tem ficha criminal e já foi detido por receptação e homicídio.

Morte na madrugada

Liliane foi morta a tiros às 3h de sábado quando caminhava pela avenida Senador Queiroz, no centro da capital paulista. Segundo testemunhas, ela estava acompanhada por duas amigas, quando um carro se aproximou e dele saiu o atirador, que efetuou diversos disparos.

Policiais militares foram chamados para atender a ocorrência de disparo de arma de fogo. No local, encontraram a vítima ferida e caída. De acordo com a PM, após uma autorização superior, a patrulha socorreu a mulher - a medida foi tomada por causa da norma que proíbe PMs de socorrerem vítimas baleadas em confrontos.

Encaminhada ao Hospital do Servidor, Liliane acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.