Voluntários da Copa vão ganhar uniforme, alimentação, transporte e seguro  

Brasília - Os voluntários que forem selecionados para trabalhar na Copa das Confederações, em junho deste ano, e na Copa do Mundo de 2014, pelo Programa Brasil Voluntário, não receberão remuneração e terão direito apenas a uniforme, alimentação, passe para transporte e seguro de responsabilidade civil e acidentes pessoais.

O programa foi lançado hoje (22) pelo governo federal, no Ministério do Esporte, e pretende selecionar de imediato 7 mil pessoas para trabalhar na Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho, em seis capitais brasileiras: Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza. Segundo o ministro Aldo Rebelo, o trabalho será complementar ao do voluntariado organizado pela Fifa.

É exigida idade mínima de 18 anos, mas não há idade máxima para participar do programa, cujas inscrições começaram hoje e vão até 16 de fevereiro, no Portal da Copa do Ministério do Esporte ou diretamente noPortal do Voluntariado. Para dar suporte ao programa, o Ministério criou a rede social Brasil Voluntário, principal meio de comunicação entre o programa e os candidatos, onde, além de fazer a inscrição, os selecionados receberão treinamento e terão informações sobre as atividades em andamento. Os endereços eletrônicos são www.copa2014.gov.br e www.brasilvoluntario.gov.br.

O processo seletivo terá cinco etapas: inscrição no portal; seleção; treinamento à distância (virtual), treinamento presencial nas cidades-sede e atuação em campo. Os voluntários selecionados vão trabalhar em pontos turísticos, aeroportos, shoppings e fan fests (eventos festivos durante a Copa), para ajudar torcedores, turistas, jornalistas não credenciados e a população em geral.

O treinamento dos candidatos selecionados será feito em duas fases. A primeira será virtual e deverá começar nos primeiros dias de março. Nessa etapa, eles receberão aulas sobre história do futebol e das copas do mundo, iniciativas públicas de esporte, ações de voluntariado, história do Brasil e das seis cidades-sede da Copa das Confederações.

Haverá uma avaliação após o treinamento virtual, que selecionará aqueles que passarão à etapa seguinte, já em abril, quando participarão de treinamentos específicos nas seis cidades-sede, para se  familiarizar com os locais e as funções em que vão trabalhar na Copa das Confederações. O evento será aberto com jogo entre Brasil e Japão, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. A final será no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, no Rio de Janeiro.

Aqueles que concluírem o treinamento receberão certificado emitido pela Universidade de Brasília (UnB). Após a Copa das Confederações, as inscrições para o Programa Brasil Voluntário serão reabertas, desta vez com vistas à Copa do Mundo de 2014, para formar 50 mil voluntários.

Segundo o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, os voluntários farão um trabalho importante para o sucesso dos eventos esportivos que o Brasil sediará e também serão beneficiados com uma experiência de vida, a oportunidade para conhecer pessoas, relacionar-se e ter contato com outras culturas, o que “é muito valorizado no mercado de trabalho e vai acrescentar ao currículo de todos que participarem”.