SP: acordo pede que Justiça suspenda reintegrações de posse

Um acordo entre a Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo e o Ministério Público do Estado foi firmado na quinta-feira para pedir que a Justiça suspenda sete reintegrações de posse marcadas para este mês. Movimentos de sem-teto como o Frente da Luta por Moradia prometeram não invadir nenhum imóvel. Se o pedido for aceito, as desocupações serão adiadas de 60 a 90 dias, segundo a Folha de S. Paulo.

Atualmente, 31 prédios do centro de São Paulo estão ocupados ilegalmente. O movimento Frente da Luta por Moradia comemorou o diálogo: "o problema não é fácil de resolver, mas pelo menos parece que há um diálogo. Vamos esperar esse prazo para ocupar de novo", disse Carmen da Silva Ferreira, uma das líderes. Já o movimento Moradia para Todos disse que não foi convidado para a reunião e que tem uma invasão marcada para esta sexta-feira. A Federação Pro Moradia e o Movimento de Moradia do Centro também não entraram no acordo.