Piauí enfrenta apagão no dia da visita da presidente Dilma

No dia em que a presidente da República Dilma Rousseff cumpre agenda no Piauí, o Estado enfrentou um apagão. O problema afetou 394 mil consumidores da Eletrobras Distribuição Piauí em 33 municípios por mais de uma hora.

De acordo a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), um defeito em um transformador provocou o desligamento da subestação Teresina I, localizada na zona sul da capital, às 8h58 (horário de Brasília). Equipes identificaram a origem do problema e a última carga foi restabelecida às 9h40. Em nota, a empresa disse que está apurando todas as causas da ocorrência.

Segundo a Eletrobras, a falta de energia elétrica durou das 7h58 às 9h03. Além da capital, o problema afetou  Amarante, Regeneração, União, Miguel Alves, Nazária, São Pedro, Água Branca, Angical, Curralinhos, Demerval Lobão, Lagoa do Piauí, São Gonçalo, Hugo Napoleão, Agricolândia, Miguel Leão, Barro Duro, Passagem Franca, Altos, Beneditinos, Prata, Pau Dárco, Coivaras, Alto Longá, Novo Santo Antônio, Palmeirais, Monsenhor Gil, José de Freitas, Lagoa Alegre, Lagoinha, Olho Dágua, Jardim do Mulato e Santo Antônio do Milagre.

Agenda

Na agenda da presidente Dilma no Piauí está a visita às obras do Sistema Adutor de Piaus, entre os municípios de São Julião e Pio IX, e a assinatura de três ordens de serviço que darão início à construção da Adutora Padre Lira, da Barragem Jenipapo e do Projeto Irrigação Marrecas-Jenipapo, que beneficiarão mais de 100 mil pessoas da região no período de estiagem.