SP: bebê que nasceu após a mãe ser baleada deixa a UTI

A pequena Gabriela, filha da gestante que foi baleada na noite de terça-feira quando chegava em sua casa na Zona Sul de São Paulo, recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal na manhã desta quinta-feira.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, o quadro do bebê evoluiu satisfatoriamente e a criança deixou o tratamento intensivo.  

Já a mãe de Gabriela, Daniela Nogueira Oliveira, 25 anos, que levou um tiro no rosto durante uma tentativa de assalto, segue internada em estado gravíssimo, segundo o último boletim médico divulgado. Por volta das 9h30, uma equipe médica fazia uma nova avaliação na vítima. 

De acordo com parentes de Daniela, foi tomada a decisão pelos médicos de não se retirar a bala, em um primeiro momento, dada a gravidade de situação. "A bala entrou pelo lado esquerdo do rosto, passou próxima ao nariz e ficou alojada na nuca" disse ontem o cunhado da vítima, Gilseman Araújo. 

Tentativa de assalto

De acordo com o cunhado de Daniela, no momento do crime, seu irmão, marido da vítima, estava em casa e chegou a ouvir o barulho do tiro, que avaliou ser a explosão de um escapamento de motocicleta. "Quando saiu na janela, reconheceu o carro e percebeu que havia acontecido algo grave com a chegada do resgate", disse. 

"É o tipo de situação que a gente acredita que nunca vá ocorrer com a gente", completou. Ele contou que Daniela já havia sido assaltada uma vez e não sabe o que aconteceu para que houvesse o disparo. "A gente ouve falar que há assaltos constantes na região, mas é difícil acreditar em uma situação dessas", lamentou.  Após a tentativa de assalto, o ladrão fugiu sem nada levar.