PB: apaixonada por noiva, mulher paga morte de modelo, diz polícia

A Polícia Civil da Paraíba prendeu nesta quinta-feira quatro pessoas suspeitas de terem assassinado o modelo Dalmi Carvalho Barbosa, 27 anos, no dia 22 de dezembro em Santa Rita, interior do Estado. Conforme a polícia, a motivação do crime foi passional. Uma mulher de 27 anos, identificada como Ana Paula Teodósio, teria sido a mandante do homicídio. De acordo com a polícia, ela estaria apaixonada pela noiva do modelo e por isso arquitetou a morte dele.

Além dela, foram detidos três homens: um por ter sido o atirador, outro por auxiliar na efetivação do crime e um terceiro por fornecer a arma. A polícia recolheu o veículo usado na fuga, um revólver e chegou à conclusão de que um suspeito recebeu R$ 100 para matar o modelo e outro teve uma dívida de R$ 400 perdoada.

A polícia afirmou ainda que a suspeita criou uma história falsa de que estava no dentista durante o crime e falsificou um atestado médico. As testemunhas haviam afirmado após o crime que seria uma tentativa de assalto, mas os investigadores concluíram que a morte foi premeditada.