Pastor suspeito de abusar de filha e enteada é preso em MT

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (MT) prendeu na sexta-feira um pastor evangélico suspeito de abusar sexualmente da filha e da enteada, ambas com 12 anos. O homem de 45 anos, que tem deficiência visual, vai responder por estupro de vulnerável. Em depoimento, ele alegou inocência. 

O caso foi denunciado à polícia pela filha mais de velha, de 24 anos. A moça, que é cantora na igreja, contou que estranhou o comportamento da irmã mais nova, durante um final semana que a menina foi passar em sua casa. Ao conversar com a garota, ela acabou revelando que era abusada há cerca de quatro anos. A menina contou ainda que o pai também molestava a enteada, com quem convivia na mesma casa, após a separação de seus pais.

A delegada Elizabeth Garcia Reis disse que o pastor é um pedófilo contumaz, pois cometia os abusos ao mesmo tempo com as duas crianças. Eles eram praticados quando a mulher do pastor, e mãe de uma das crianças, ia para igreja e deixava a filha e a enteada com o companheiro. A filha biológica revelou que tinha medo do pai porque sofria ameaças de morte.

Há 15 anos, a filha de 24 anos contou que viu o pai molestando sexualmente uma coleguinha e tentou abusar da sobrinha, todas menores de idade. Isso motivaraou a separação dos pais dela na época.

A atual mulher do pastor compareceu à delegacia para defendê-lo do crime. A enteada está sob os cuidados do pai biológico e a filha do pastor está com a irmã que fez a denúncia.