SP: travesti eleita vereadora passa mal em posse e é internada

O vereador eleito de Piracicaba, no interior de São Paulo, Luiz Antônio Leite, a Madalena (PSDB),  a Madalena, 57 anos, foi internado nesta terça-feira após passar mal durante a solenidade de diplomação na Câmara dos vereadores. Madalena é a primeira travesti a ser eleita na cidade.

Segundo informações, Madalena começou a passar mal no final da manhã. Como o mal-estar não passou, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada.

Diante do quadro, a equipe resolveu encaminhar o vereador eleito para o pronto-socorro de Piracicamirim. Segundo informações da unidade hospitalar, por volta das 14h Madalena continuava internada, sem previsão de alta. O motivo da internação foi definido como "um mal estar".

Natural de Piracicaba, o vereador é um líder comunitário conhecido na cidade. No pleito de 2012, foi eleito como o sétimo candidato mais votado, com 3.035 votos.

Ameaças de morte

Em outubro, o Terra publicou uma reportagem sobre uma série de ameaças que o vereador recebeu após as eleições. Na ocasião, Madalena registrou ocorrência no 5º Distrito Policial (DP) de Piracicaba após ser intimidada por telefone.

Segundo Robson Soares, assessor jurídico da Câmara de Vereadores, Madalena afirma ter recebido, desde que foi eleita, "telefonemas de madrugada dizendo que a votação é um absurdo, que é um absurdo um homossexual receber a votação que teve, que se assumir vai morrer."

Soares disse, na ocasião, que Madalena pediu ajuda ao presidente da Casa, vereador João Manoel dos Santos (PTB). A assessoria jurídica então acompanhou a vereadora eleita à polícia para que ela fizesse a ocorrência. Não há informações sobre a identidade da pessoa que ameaçou Madalena.