Oposição quer ouvir ministros sobre descobertas da Operação Porto Seguro

A oposição quer ouvir os ministros Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) e Luís Inácio Adams (Advocacia-Geral da União) sobre as denúncias de tráfico de influência e venda de pareceres descobertas na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal. 

O líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), disse que vai apresentar requerimentos de convocação dos ministros para que expliquem detalhes da atuação de Rosemary Novoa de Noronha, ex-chefe da gabinete da Presidência em São Paulo, e José Weber Holanda, ex-advogado-geral-adjunto da União.

Os oposicionistas também querem convocar Rosemary e Weber para falar na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara. Mas reconhecem que terão dificuldades de aprovar os requerimentos porque são minoria na Casa. 

A ordem entre os líderes governistas é trabalhar para impedir a aprovação dos requerimentos, especialmente de Carvalho e Adams. Parlamentares do PT vão tentar descolar as denúncias do partido e do Palácio do Planalto. 

Presidente do PSDB, o deputado Sérgio Guerra (PE) afirmou que as novas denúncias de corrupção no governo devem ser investigadas "doa a quem doer".