MS: 19 são denunciados pelo MPF por tentar expulsar índios

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou 19 pessoas em Mato Grosso do Sul por vários crimes relacionados à tentativa de expulsão dos indígenas do acampamento Guaiviry, instalado em área de mata nativa de propriedade rural, localizada às margens da rodovia MS-386, entre os municípios de Ponta Porã e Aral Moreira, no sul do Estado. A ação ocorreu em 18 de novembro de 2011 e resultou na morte do cacique Nízio Gomes e em lesões corporais ao indígena Jhonaton Velasques Gomes.

Foram utilizadas ao menos seis armas de fogo calibre 12 na ação, segundo a denúncia. O crime repercutiu internacionalmente e colocou em foco o "ambiente onde imperam o preconceito, a discriminação, a violência e o constante desrespeito a direitos fundamentais" dos 44 mil guarani-kaiowá e guarani-ñandeva que vivem em Mato Grosso do Sul, como descreve a denúncia do MPF. A divulgação só foi possível a partir do levantamento do segredo de Justiça, determinado em 8 de novembro a pedido do MPF.