SC: alunos aprovam Enade como ferramenta de avaliação de cursos

Estudantes universitários que prestam o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) neste domingo em Florianópolis (SC) destacaram a "necessidade" de realização do exame como uma "ferramenta" para avaliação dos cursos oferecidos por faculdades.

Alunos do curso de Relações Internacionais da Unisul, Vanessa Elisabeta Castelan e Karla Arenhart, ambas de 21 anos, destacaram não se importar em participar da prova, mesmo sob um calor de 32 graus registrado na capital catarinense. "É válido para ver o desempenho dos alunos e assim para determinar a qualidade do curso", disse Vanessa.

"Eu acho que a prova é necessária pois muitos cursos não tema uma qualidade boa e são caros. Serve como uma forma de avaliação para sabermos o nível dos profissionais que vão ingressar no mercado", afirmou Arenhart.

O movimento no campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi bastante intenso neste domingo. Além da realização do Enade, um concurso de Defensoria Pública do estado de Santa Catarina e um vestibular o Instituto Federal levaram milhares de pessoas ao local, tumultuando o trânsito e o acesso dos candidatos aos locais de prova.

Apesar da movimentação, poucos alunos chegaram atrasados. Os portões fecharam pontualmente às 13 horas. A maior reclamação foi com a falta de informações no campus da universidade. O aluno Daniel, do curso de administração da Unisul, perdeu a prova pois errou a sala onde prestaria o exame. "Me mandaram para um local e quando tudo fechou descobri que não era ali que eu faria a prova", disse. "Saí da cidade de Águas Mornas para fazer o Enade. Cheguei aqui ao meio-dia. E agora?", questionou.