Vaga de Ayres Britto é a última da presidente Dilma no STF 

Até o final do seu mandato presidencial (01/01/2015), Dilma Rousseff terá apenas mais uma vaga para indicar no Supremo Tribunal Federal. A vaga está aberta com a aposentadoria do ex-presidente da Corte, ministro Carlos Ayres Britto. Até o momento, Dilma já indicou três nomes: o carioca Luiz Fux, a gaúcha Rosa Weber e o catarinense Teori Zavascki, que tomará posse no próximo dia 29.

Caso seja reeleita em 2014, Dilma terá mais cinco vagas para indicar no Supremo: Celso de Mello, o decano, em novembro de 2015; Marco Aurélio Mello em julho de 2016; Ricardo Lewandowski em maio de 2018; Teori Zavascki em agosto de 2018, e Rosa Weber em outubro de 2018.

O governo que for empossado em janeiro de 2019 vai indicar os sucessores dos ministros Luiz Fux, Cármen Lúcia e Joaquim Barbosa. Os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli somente irão atingir o limite de idade 70 anos para permanência na magistratura em dezembro de 2025 e novembro de 2037, respectivamente.