Grupo de saúde do Haiti visita unidade do Samu em Brasília

Uma comitiva de profissionais da área de saúde do Haiti está no Brasil para conhecer os mecanismos de gestão e a estrutura dos serviços de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS). Hoje (21), os profissionais visitaram o centro de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Brasília.

A iniciativa do Ministério da Saúde tem o objetivo de colaborar para o fortalecimento do sistema de saúde do país caribenho, devastado por um terremoto em 2010, que deixou mais de 3 milhões de vítimas. Recentemente, o país foi atingido pelo Furacão Sandy, que aumentou o surto de cólera.

A visita faz parte do Projeto Haiti, uma parceria dos governos brasileiro, do Haiti e de Cuba, que prevê a recuperação e construção de unidades hospitalares, aquisição de equipamentos, além de viabilizar bolsas de capacitação para profissionais de saúde haitianos.

Amanhã (22), o grupo partirá para São Paulo e, em seguida, para Salvador, para visitar centros de emergências e participar do curso introdutório pelo Núcleo de Ensino do Samu. A volta para Porto Príncipe, capital do país caribenho, está prevista para o dia 2 de dezembro.

Desde o terremoto de 2010, o governo brasileiro doou ao Haiti 30 ambulâncias equipadas com desfibrilador externo automático e ajudou na reconstrução de dois laboratórios especializados em vigilância epidemiológica. Até o término do projeto, em 2014, mil agentes receberão formação profissional para atuar na área da saúde.