TST escolhe novo presidente no dia 12 de dezembro 

Primeiro ministro negro da história do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o mineiro Carlos Alberto Reis de Paula será eleito no dia 12 de dezembro presidente do TST, em substituição ao ministro João Oreste Dalazen. A posse do futuro presidente da Justiça do Trabalho ocorrerá no dia 5 de março. Reis de Paula ocupará o cargo até 26 de fevereiro de 2014 quando completará 70 anos e terá que pendurar a toga.

Nascido em Pedro Leopoldo (MG), Reis de Paula é formado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1970 e Mestre e Doutor pela mesma Faculdade. Foi professor de Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho da UFMG e, desde 1999, é professor adjunto da UnB.

O futuro presidente do TST iniciou a carreira no serviço público como professor do Colégio Estadual de Pedro Leopoldo. Foi aprovado em concurso público em 1972 para técnico de controle externo do Tribunal de Contas da União. Obteve segundo lugar nas provas escritas para Procurador da República e no concurso para Juiz do Trabalho Substituto da 3ª Região (MG).

Presidiu Juntas de Conciliação e Julgamento e chegou, por merecimento, ao TRT de Minas Gerais em 1993. Nomeado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, é ministro do TST desde 25 de junho de 1998. Foi diretor da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat) e Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho.

Integrou o Conselho Superior da Justiça do Trabalho. Atualmente, indicado pelo TST, é conselheiro do CNJ.