Carlinhos Cachoeira consegue habeas-corpus e deve ser solto

Na véspera da divulgação do relatório da CPI que investiga seu envolvimento com políticos e empresários, o bicheiro Carlinhos Cachoeira recebeu nesta terça-feira uma boa notícia. Após 265 dias preso, a juíza Ana Claudia Barreto, da 5ª Vara Criminal do Distrito Federal, decidiu soltar o contraventor após condená-lo a uma pena de 5 anos de prisão por tráfico de influência e formação de quadrilha. Como a punição é inferior a 8 anos, Cachoeira cumprirá a sentença em regime semiaberto.