Minas Gerais: Defesa Civil prevê chuva em Belo Horizonte de hoje para amanhã

A Defesa Civil de Minas Gerais emitiu, para Belo Horizonte, um alerta de pancadas de chuvas que passarão de forte a moderada, entre hoje (16) e a manhã de sábado (17), precedida por raios e e rajadas de ventos que podem chegar a 50 quilômetros por hora. Desde a manhã desta sexta-feira, equipes de funcionários das regionais da Defesa Civil foram deslocadas para os locais mais castigados pelo fortíssimo temporal que caiu sobre a cidade no início da noite de quinta-feira (15).

A Defesa Civil recomenda à população que evite áreas de risco e sujeitas a inundações; encostas e morros; além das proximidades de córregos, rios e riachos – que já se encontram com o nível de água elevado em função dos temporais dos últimos dias na região da capital mineira.

As informações da Defesa Civil indicam que, em apenas duas horas, no início da noite de ontem, a precipitação pluviométrica atingiu 86 milímetros na região centro sul do estado e 80 milímetros no bairro do Barreiro, na capital mineira - o que corresponde a 38% do volume total de chuvas previsto para todo o mês. A média histórica de precipitação no mês de novembro, em Belo Horizonte, é 227,6 milímetros.

De ontem até a manhã de hoje, o plantão da Defesa Civil Municipal recebeu 106 solicitações de atendimento vindas de todas as regiões da cidade. A maior parte delas de casos de alagamentos, risco de queda de muros e desabamentos de moradias, risco de deslizamento de encosta, infiltrações em edificações e quedas de árvore. Dezenas de carros foram arrastados pela correnteza e vários veículos ficariam soterrados sobre entulhos trazidos pela chuva.

A prefeitura informou a morte, no início da noite de ontem, de Gilmar Almeida de Santana, quando o veículo em que ele estava caiu no córrego da Avenida Heráclito Mourão de Miranda. Somente no último dia 4, cinco pessoas morreram, quatro delas crianças que estavam em um veículo que foi arrastado pela correnteza em Jaboticatubas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A Defesa Civil informa que está em permanente monitoramento “para emissão de alertas, vistorias de prevenção em áreas e imóveis afetados pela chuva, assistência humanitária aos afetados, distribuição de cestas básicas, colchões, cobertores, telhas, materiais de limpeza e outros utensílios para emergências”.

A Prefeitura de Belo Horizonte informa que somente este ano foram feitas 1.900 vistorias e mais de 100 obras de pequeno e grande porte que ajudam a evitar acidentes ainda mais prejudiciais à população.