Russomanno diz que 'só tem a agradecer' divulgação de vídeo de Carnaval 

Após chamar de "jogar o nível no esgoto" a divulgação de vídeos gravados no início da década de 1990 em que aparece fazendo uma cobertura de Carnaval, o ex-repórter e atual candidato do PRB a prefeito de São Paulo, Celso Russomanno, encarou com bom humor todas as referências posteriores às imagens. A última delas foi a mensagem do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), que postou uma montagem com o vídeo em seu perfil noTwitter com críticas.

"Eu só tenho a agradecer a ele, porque aumentou a quantidade de acessos violentamente e foi uma promoção maravilhosa. Vou dizer obrigado a ele", ironizou Russomanno nesta quarta-feira, pouco antes de começar uma carreata por ruas do Jardim São Bernardo, na zona sul paulistana.

Outra investida para tentar conter Russomanno veio do lado do PT: em campanha por seu afilhado político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta desconstruir nas inserções de TV a imagem de "pai dos pobres" que tem Russomanno, o que não pareceu incomodar o candidato. "Eu sou uma pessoa que anda no meio do povo, nunca mudei minha maneira de ser. Há 22 anos eu venho fazendo reportagem nas periferias, ao lado de quem precisa", disse ele, rebatendo ainda a acusação de que seu discurso seria populista. "Se ser populista é ser o que eu sou, eu sou muito feliz em ser populista", disse.

Além de desviar dos ataques, o candidato voltou ao mesmo discurso ao comentar a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta, que o isola em primeiro lugar com 35% das intenções de voto, 14 pontos percentuais à frente do segundo colocado, José Serra, que caiu para 21%. "Recebo (a pesquisa) com muito carinho, com muita gratidão e agradeço do fundo do coração às pessoas que acreditam em mim, mas com humildade e com o pé no chão", repetiu ele. "Quando o povo gosta de alguém, o povo gosta. Isso é uma onda que acredita que a gente vá fazer o melhor, e eu não vou decepcionar ninguém, vou trabalhar dia e noite para ter uma cidade mais segura, com qualidade de vida e que dê orgulho aos moradores."

CarreataEquilibrando-se em pé sobre um jipe, Russomanno percorreu no fim da tarde desta quarta-feira as ruas dos bairros Jardim São Bernardo e Vila São José, no extremo sul de São Paulo. A fila de carros que seguia em velocidade reduzida pouco após as 16h prejudicou o trânsito na região e causou algumas reclamações, mas o candidato também recebia manifestações de apoio.

Perguntado se tinha alguma proposta específica para a região, Russomanno respondeu que "a proposta das periferias é a mesma: é a saúde que está extremamente ruim, as vias públicas são de péssima qualidade, o transporte coletivo pula o tempo todo, a gente encontra falta de infraestrutura, as escolas são de péssima qualidade... Isso aí é comum em todas as regiões da periferia de São Paulo e o programa é para todos, nós temos que trabalhar especificamente para todos".