Em São Paulo, advogado é preso por divulgar pornografia infantil 

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira, em Cotia (SP), um advogado acusado de divulgar pornografia infantil pela internet. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa e no escritório do suspeito.

Segundo a PF, o advogado se envolvia com mulheres solteiras, com filhos entre 7 e 10 anos, com a finalidade de abusar sexualmente das crianças. A polícia identificou o suspeito após a prisão, em 2010, de outro acusado de trocar mensagens com conteúdo pornográfico pela internet.

O mandado de prisão contra o advogado foi expedido pela 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Na ação, foram apreendidos diversos discos rígidos, pen drives e câmeras. De acordo com a PF, as investigações sobre o caso continuarão - vítimas e testemunhas devem ser ouvidas, e o material apreendido passará por perícia. O preso será encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.