UEL: professores aprovam indicativo de greve para 3 de setembro

Professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) aprovaram indicativo de greve para o dia 3 de setembro. A paralisação ocorrerá "caso o projeto de equiparação do salário base dos docentes com o dos técnico-administrativos de nível superior enviado à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) não tramite em regime de urgência", informa comunicado divulgado nesta quinta-feira pelo Sindicato dos Professores do Ensino Superior Público Estadual de Londrina e Região (Sindiprol/Aduel).

Segundo o sindicato, a decisão foi tomada em uma assembleia que contou com a participação de cerca de 170 professores. A entidade também afirma que a assembleia entendeu que o envio do projeto à Alep não garante que a primeira parcela anual do reajuste de 31,73% será concedida.

Na quarta-feira, o governador do Paraná, Beto Richa, assinou a mensagem para envio à Assembleia do anteprojeto de lei que propõe o reajuste no salário dos professores das instituições estaduais de ensino superior. A medida prevê o pagamento a partir de outubro, em quatro parcelas anuais de 7,14%.

O Terra tentou contato com a assessoria de comunicação do governo do Paraná, mas não obteve sucesso até o fechamento da matéria.