Dirceu diz que FHC foi infeliz na crítica a Lula

O ex-ministro José Dirceu, réu do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), criticou na última quarta-feira, em seu blog, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (FHC), que afirmou que Luiz Inácio Lula da Silva(PT) faz campanha para o candidato petista à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, um "político profissional". 

"O ex-presidente não percebeu que seu colega ex-presidente faz o que ele FHC sempre fez: politica. Cada um de sua forma e com seus dotes", afirmou Dirceu.

"Lula lidera o maior partido do país e tem voto: 70% dos eleitores brasileiros declaram às pesquisas pretender votar nele para presidente em 2014. FHC tem seus dotes, inegáveis. Não tem voto, mas tem prestígio. Não tem partido, porque ninguém hoje comanda o seu (PSDB), mas como ex-presidente da República tem liderança e legitimidade. Ele apenas escolheu outro caminho, diferente do seguido por outros ex-presidentes, e até há pouco tempo decidia na cúpula quem era ou não candidato tucano", completou José Dirceu.

Segundo ele, FHC parece tomar uma atitude "reacionária" com as críticas: "Fica ruim para o ex-presidente FHC criticar seu sucessor Lula por fazer política. Parece coisa reacionária, atrasada, preconceituosa. Lula não poderia fazer porque foi operário? Política fazemos todos nós de forma pública e transparente, de acordo com nossas convicções, abraçando as bandeiras que achamos que devemos encampar, cada um como pode e como quer e manda a Constituição".