STJ abre inquérito para investigar relação de Perillo com Cachoeira 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) abriu inquérito para investigar as relações entre o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, atendendo a pedido da Procuradoria-Geral da República. Perillo será investigado na Corte, pois tem foro privilegiado. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, solicitou ao STJ a abertura do inquérito em junho, com base em gravações telefônicas feitas na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, que investigou as relações de Cachoeira. 

Perillo é suspeito de ter vendido uma casa ao contraventor por R$ 1,4 milhão, o que teria possibilitado à quadrilha "abrir portas" no governo. A defesa de Perillo sustenta que ele não tem relações com Cachoeira e nega ter vendido a casa.