Após vídeo polêmico, presidente do PSDB chama petistas de aloprados 

A divulgação de um vídeo no site do candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, em que um rapper critica José Serra (PSDB) e o compara com Adolf Hitler, mobilizou até o PSDB nacional. Em nota, divulgada nesta quinta-feira, o presidente da legenda, deputado Sergio Guerra, criticou a campanha do adversário e chamou os petistas de "aloprados". "A campanha eleitoral ainda nem começou e os aloprados já estão operando", diz a nota.

"É claro que é vexatória a posição do candidato Fernando Haddad na disputa pela prefeitura de São Paulo. É importante, para alguém na situação como a que ele está, fazer propaganda, mas é inadmissível que siga um padrão como esse. Nossa advertência é clara: vamos fazer uma campanha limpa e deixar que o povo vote no melhor candidato. Ações deste tipo não ajudam o candidato do PT e muito menos a democracia em São Paulo", reagiu o deputado.

Ao Terra, mais cedo, um dos coordenadores da campanha de Serra em São Paulo, deputado Orlando Morando (SP), questionou a capacidade de gerenciamento de Haddad: "Está no site deles, a responsabilidade do material que está no site é dele. O que é pior, como alguém quer ser prefeito de são Paulo se ele não consegue administrar nem a campanha?", disse.

Após a polêmica e a retirada do vídeo, a campanha de Haddad divulgou uma nota no site dizendo que o conteúdo foi reproduzido "sem conhecimento da coordenação" e afirmou que o conteúdo "contraria a linha geral da campanha". "O vídeo, já removido, foi postado na seção "Viu isso?", que tem a função de remeter a materiais publicados em outros sites. Lamentamos o ocorrido e já tomamos as devidas providências", diz a nota.